Artigos sobre 'Teatro'

nov 24 2008

O Teatro como o exercício da existência

Publicado por em Teatro

O teatro é feito de uma pessoa que representa uma segunda pessoa que é olhada da platéia por uma terceira pessoa: essas três pessoas são: o ator, a personagem e o público. O ator tem a capacidade de imaginar como essa terceira pessoa na platéia, o público, reagiria enquanto ele representasse. Para tanto ele projeta […]

3 comentários

nov 12 2008

A arte da anulação da incredibilidade no Teatro

Publicado por em Teatro

Após um nascimento obscuro ou mágico, o jovem desaparece durante seu aprendizado entrando na floresta ou no deserto e em algum momento de sua formação, o xamã vive uma experiência estranha e mórbida ou outra experiência única e volta para devolver a energia ganha através das tentações suplantadas, da contemplação ou da autoflagelação. Tendo ganhado […]

Um comentário

out 17 2008

O Arlequin: famoso herói da Commedia dell`Arte

Publicado por em Teatro

Com o tempo, Arlecchino, tornou-se o mais famoso herói da Commedia dell`Arte. Suas qualidades eram facilmente reconhecíveis como as de um parasita, o escravo esperto da comédia romana ou como o descendente direto de Mercúrio, aquele que negocia situações. Era servil, ingênuo, mas fiel e cheio de soluções e recursos. Sempre metido em trapalhadas, acaba […]

3 comentários

out 10 2008

Tecnologia marítima nos primórdios do teatro romano

Publicado por em Teatro

Da Marinha, o teatro romano herdou além do velarium que cobria o público, o siparium, cortina da boca de cena que, ao invés de subir no início do espetáculo, descia, revelando primeiro a cabeça dos atores, indo até abaixo do piso do palco. No final do espetáculo a cortina subia, fazendo desaparecer o ator dos […]

3 comentários

out 09 2008

Santo Agostinho em defesa do teatro

Publicado por em Teatro

Velarium Uma das grandes transformações nos edifícios teatrais herdados da Grécia foi criada pelos romanos que resolveram cobrir os teatros com um velarium, para defender o público do sol e da chuva. E convocaram a Marinha, porque somente marinheiros – nos mares ou na terra – conheciam técnicas de cobrir grandes espaços com tecidos e […]

3 comentários

out 09 2008

Prof. Cyro del Nero apresenta “História da Antiguidade; 50 Anos de Visita A Grécia”?

Publicado por em Cursos

O Prof. Cyro del Nero estará participando do Fórum Arte Contemporânea e suas Interfaces com o tema História da Antiguidade: 50 Anos de visitas a Grécia. O fórum se dará nos dias 15, 22 e 29 de Outubro de 2008 das 9h00 às 12h00 na sala Sala 22 – Departamento de Relações Públicas, Turismo e […]

Um comentário

set 24 2008

A exatidão e a inabalável certeza bachiana

Publicado por em Teatro

Considerando o aspecto matemático da obra de Johann Sebastian Bach e seu poder lírico e transcendental, a Paixão segundo São Mateus não parece ser a obra que mais facilmente inspiraria uma revolução criativa (cênica, sobretudo) como a que atingiu o encenador Gordon Craig, que foi quem criou os cenários e dirigiu o espetáculo. Se, por […]

Nenhum comentário

set 16 2008

Bob Wilson e seu teatro de “visões”

Publicado por em Teatro

Peer Gyant 1. Direção de Bob Wilson Poeta plástico, cenográfico (gráfico – que pratica o teatro com todos os elementos visuais criados por ele mesmo e mais os seus elementos sonoros). É um teatro feito de “visões” que transcorrem lentamente, com propostas insólitas, belas e poéticas. Tais visões desafiam nosso tempo interior e nos conduzem […]

3 comentários

set 09 2008

O batismo de Gordon Graig em Moscou

Publicado por em Teatro

Foi Isadora Duncan quem recomendou um homem do teatro que ela amava, a Stanislavsky, Diretor do Teatro de Arte de Moscou. Gordon Craig, o ator inglês, filho de uma atriz, Ellen Terry. Ele havia representado sete vezes na Inglaterra, o Hamlet de Shakespeare. Com tal recomendação, não pelo que já havia realizado, mas pela credibilidade […]

2 comentários

set 03 2008

O teatro de Louis Jouvet

Publicado por em Teatro

É sempre Louis Jouvet, diretor teatral mais sábio que erudito e excelente ator do teatro francês, quem nos revela o teatro. São inúmeros seus ditos transformados em citações constantes pelos homens do palco. É dele a afirmação de que os homens do palco são servos da imaginação do poeta e prestam o serviço mais nobre […]

Um comentário

Next »